Não tem. Poderá conquistar o Mundial no sábado. O Palmeiras jamais conseguiu conquistar um Mundial, entendo quem considere a Copa Rio de 1.951 um Mundial, mas eu não considero, o que a coluna pretende colocar em debate são os pontos de vistas e contar um pouco do torneio. É muito difícil você falar sobre o que não viveu na época, contextualizar e entender a importância, este torneio se perdeu ao longo do tempo e isto foi um erro da maioria dos próprios palmeirenses, diretorias e jogadores que ou não sabiam ou não consideravam aquele torneio como um campeonato do mundo, mundo este que o Palmeiras-Parmalat falou tanto em conquistar pela primeira vez, isso mesmo, primeira vez, na sua gestão e não conseguiu. Que agora terá uma nova chance, a terceira, com o Palmeiras que tem parceira com a Crefisa, uma parceria que o alviverde depende menos economicamente do que a parceria anterior.

Por que eu não considero um Mundial? Simplesmente porquê o Milan atual campeão da Copa Latina em 51 e o Atlético de Madrid que ficou em terceiro lugar não disputaram a competição, o Benfica campeão da Copa Latina em 50 também não disputou, o Milan que venceu o Lille por 5x0 na final e o Atlético de Madrid por 4x1 na semifinal, ou seja o Milan, o melhor europeu da época e o Atlético de Madrid possivelmente o segundo melhor europeu da época, já que perdeu pro Milan por um placar menor que o Lille e venceu o Sporting pelo terceiro lugar da Copa Latina em 51 por 3x1, enquanto o Lille na semifinal empatou em 1x1 e no jogo-desempate venceu por 6x4, sempre contextualizando a diferença de semifinais para a disputa do terceiro lugar, para mostrar que o Milan e o Atlético de Madrid os dois melhores europeus da época, não vieram disputar a Copa Rio 51, não considero porque o Palmeiras não precisava vencer essas equipes, mas sim conquistar um campeonato em que elas estivessem, o que não aconteceu, o Milan era a melhor equipe do mundo na época e sim a equipe melhor do mundo tinha muito mais rotatividade no começo dos anos 50, do que hoje em dia. O critério de escolher as classificações ao torneio pelo desempenho das seleções, também nunca foi utilizado em um Mundial, claro entendo o contexto da época, mas desde aquela época o domínio em torneios não tem necessariamente relação, só ver os feitos que tem o Real Madrid e os feitos que têm a Espanha, a diferença, clubes são clubes e seleções são seleções.

O que não quer dizer que não foi uma taça importante, taças antigas que também foram importantes, que não considero mundiais que todos os seus rivais têm essas taças, outras equipes brasileiras e do mundo todo também. Claro que o título da Copa Rio em 1.951 foi uma taça importante e todas outras coisas que os palmeirenses cansam de falar, o resgate do orgulho do futebol brasileiro, adversários difíceis, tanto que o Lille vice-campeão e o Sporting quarto colocado da Copa Latina estavam na competição, mundiais dos rivais que são parecidos, seja pela forma de classificação das equipes, seja pelo níveis dos adversários, mas parecidos não são iguais, no primeiro dos dois títulos mundiais do Corinthians em 2000, que foi o primeiro Mundial da Fifa estavam os 2 melhores europeus, o campeão da Champions anterior e posterior, Manchester United e Real Madrid pra legitimar o nível técnico da competição, é público e notório que o Palmeiras abriu mão de disputar o Mundial de 2.000 da Fifa, cedendo o lugar para o Vasco, penúltimo campeão da Libertadores em 98 naquele momento, para disputar o de 2.001, nos mesmos moldes de 2.000 e ampliado, algo parecido com o futuro Mundial que a Fifa quer criar nesta década de 20, em que teve a tabela sorteada, só pesquisar no Wikipedia e outras fontes e jamais foi disputado devido a falência da ISL, parceira da Fifa na época, inclusive com o Palmeiras e outros clubes acabaram recebendo uma indenização pelo cancelamento da edição de 2.001 do Mundial da Fifa, o argumento dos palmeirenses é que se conquistassem o Mundial da Toyota de 1.999 e perdessem no mês seguinte o Mundial da Fifa de 2.000, toda a empolgação, status e imponência se perderiam rapidamente, mostrando que o clube tem um azar histórico com Mundiais, tanto que em 2.001 acabou não disputando o seu segundo mundial, no segundo dos três Mundiais do São Paulo em 1993, no Mundial da Toyota, o Milan atual vice-campeão europeu, era com certeza a segunda melhor equipe da Europa e não possivelmente e foi o campeão da Champions seguinte dando um baile no Barcelona, outro time de alto nível por 4x0 na final, por isso esses argumentos dos palmeirenses geram sim debate, mas torna os mundiais dos rivais todos legitimados, sejam os oficiais da Fifa, ou patrocinados pela Toyota e ou no tempo que o Santos foi bicampeão mundial, em que se jogava ida e volta e um terceiro possível jogo desempate se necessário, o do Palmeiras não é um Mundial em minha opinião, mas os palmeirenses usarão esses e tantos outros, ás vezes bons, ás vezes lunáticos argumentos, para bons debates nas mesas do bar por aí.

Não preciso aqui falar que mesmo os Europeus ligando muito mais para a Champions e para o campeonato nacional, eles sempre jogaram para vencer, porque jogadores não gostam de perder em treino, quanto mais em jogo, então todas as conquistas brasileiras e sul-americanas são legítimas sim. Mesmo hoje que venceram as últimas 9 edições, mesmo se importando sempre da mesma forma, eles vencem, tamanha diferença atual financeira, de qualidade técnica  e tática, tendo a consciência que os europeus mesmo quando mais perdiam que ganhavam dos clubes sul-americanos em Mundias, o que hoje se inverteu, sempre ligaram mais para Champions e o seu campeonato nacional, tanto que lá a tríplice coroa é a copa nacional, o campeonato nacional e o continental, ainda mais nos anos 70 quando o campeão europeu não foi em sete oportunidades jogar o mundial que era somente com jogos de ida e volta, época em que nenhum brasileiro foi o campeão, nos anos 80, a Toyota com forte patrocínio e multa para os que não quisessem jogar, salvaram o Mundial de Clubes e desde então sempre os clubes melhores do mundo na época disputaram o torneio.

Para os que consideram um Mundial ou querem saber porque alguns especialistas consideram um Mundial, se não assistiram, assistam vídeos no YouTube do Bruno Formiga que é excelente jornalista esportivo e não é palmeirense e do Mauro Beting que é palmeirense e é uma lenda do jornalismo esportivo na parte histórica, explicando com bons argumentos porque consideram este torneio um Mundial, não é porque os argumentos são bons que concordo claro, sobre achar um Mundial não acho bizarro, ou algo patético, como a maioria dos rivais acham o que o Palmeiras faz com o seu torneio importante de 51, não concordo que seja um Mundial, mas é um torneio relevante e todos os clubes brasileiros deveriam entender e respeitar o seu passado, o Brasil e os clubes brasileiros já eram gigantes mesmo antes da primeira Copa do Mundo conquistada pela seleção brasileira em 58, falta valorizar os seus feitos, o Palmeiras o faz bem, tem no estatuto a estrela vermelha na camisa, colocaram acima do escudo depois de tantos anos ignorando, tem no seu estádio a frase primeiro campeão mundial e hoje em dia celebram este torneio bastante, um reconhecimento tardio ao importante torneio, já que tantos daquela conquista sobre a Juventus já se foram. O Palmeiras não tem o Mundial de clubes, hoje essa é a maior zoação do futebol no país, mas o que não impedem de enxergar o tamanho deste clube, que é maior que por exemplo o Racing que é campeão do mundo, maior também que Vasco e Cruzeiro que são os outros dois gigantes brasileiros que não tem o mundial. A zoação não é só a rivalidade, é devido ao tamanho do clube, clube hoje que é um dos poucos no Brasil que tem passado, presente e futuro, foi vice-campeão no Mundial da Toyota em 99 para o Manchester United, tendo ótimo desempenho nesta final, mas não teve o resultado, então continuou sem ser campeão do mundo, com a parceria com a Crefisa, o Allianz Parque e a alta competividade nos próximos tempos poderá levar este clube ao tão sonhado primeiro mundial, o segundo na conta dos palmeirenses, todos palmeirenses sonham em pelo menos ter a chance que o Flamengo teve em 2.019 e não aproveitou, na edição passada, o Verdão perdeu na semifinal para o Tigres, dessa vez eliminou o Al-Ahly de quem tinha perdido o terceiro lugar e ficando em quarto lugar na última competição, desta vez assim como em 99 terá a chance de ser o campeão na final do Mundial. O adversário também nunca conquistou o torneio, o Chelsea, não comparando claro a importância que cada um dá para a competição, o que não diminui a importância, mas que tem e deverá ser reformulada nos próximos anos. O Chelsea disputa o Mundial pela segunda vez, em 2.012 foi o vice para o Corinthians quando este foi bicampeão do Mundial da Fifa. Ambos buscam se juntar ao grupo de clubes campeões do mundo. Um alento para a imensa torcida verde e branco é que nos Mundiais os brasileiros costumam se dar bem contra os ingleses, a preocupação é que das únicas vezes que os clubes brasileiros perderam, uma delas foi o próprio Palmeiras para o Manchester United em 99 e a outra foi recentemente o Flamengo para o Liverpool em 2.019. A grande final do Mundial de 021, jogado em 022, será transmitida com exclusividade pela TV Bandeirantes, no canal aberto pela Band e no canal fechado pela BandSports, a partida começara 1h e 30min da tarde, horário de Brasília, o jogo será disputado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A cobertura antes da partida vai começar bem antes, claro, devido ao tamanho do jogo, em todos os canais esportivos.

A academia está fazendo o que tem que fazer para vencer, que é ir disputando vários mundiais, é uma fórmula para diminuir o azar, tem um ditado que fala que o sol nasceu para todos e outro que a sombra para poucos, o Mundial conquistado é a sombra, o Palmeiras um dia chegará na sombra? Tamanho para isso tem, camisa, história, tradição, tem um estádio de alto nível, craques ao longo do tempo, uma torcida apaixonada por este clube em fases boas e ruins, vários esquadrões históricos, três libertadores, 15 títulos nacionais, mas tamanho e tudo o mais que foi citado, o Benfica, o Arsenal e tantos outros clubes também têm e jamais conseguiram, chance o Palmeiras teve no passado, terá agora e nos próximos tempos, mas se conseguirá? Só o tempo dirá. 

Cláudio Neto
O espaço de todos os esportes

Recomendadas para você